Governo federal estuda formas de contratar startups

0

Secretário especial Paulo Uebel defende que o investimento em transformação digital reduz custos fixos do governo.


O surgimento de novas tecnologias e novos modelos de negócio requerem a modernização tanto do governo quanto das empresas. O secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, adiantou nesta quinta-feira (25/4), no painel Governo Digital e Eficiente, do Brasscom Tecfórum, em Brasília, que o governo federal deu início a diálogos com o Tribunal de Contas da União (TCU), visando facilitar a contratação de startups.

O secretário especial destacou que o Brasil tem uma população criativa, empreendedora, resiliente que gosta de desafios e que tem tentado fazer esse processo de digitalização. Ao lembrar que o país tem níveis de utilização de celular altíssimos, foi categórico: “O brasileiro é aberto. Nós, governo, é que temos que dar oportunidade para testar diferentes modelos”.

A transformação digital é essencial para mudar o país, na opinião de Uebel. “Em uma situação de crise fiscal, de vários servidores se aposentando, é preciso pensar em alternativas para realmente otimizar a estrutura de governo, melhorar a qualidade da política pública e aumentar a transparência e a qualidade do gasto público”. Para ele, a transformação digital é a solução que o governo utilizará para enfrentar esses desafios e atingir os resultados esperados.

O secretário especial ressaltou que o investimento em tecnologia se paga muito rapidamente – e vale a pena. Em vista do contingenciamento de recursos para investimentos, ele afirma que é preciso eleger investimentos que reduzirão os custos fixos do governo: “Estamos trabalhando no processo de transformação digital, com um orçamento que é do Ministério da Economia, ajudando os demais ministérios. Entendemos que o investimento, quando bem feito, reduz o custo fixo e compensa o investimento”.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here