Covid-19: Apple e Google liberam primeira versão de sistema de rastreamento

0

Iniciativa quer monitorar contato de usuários com pessoas contaminadas pela Covid-19


A Apple e o Google desenvolvem um sistema para monitorar o contato de usuários de smartphones com pessoas contaminadas com Covid-19, por meio de conexões Bluetooth. Nesta quarta-feira (29), as companhias anunciaram a liberação das primeiras versões da API da plataforma para desenvolvedores que trabalham com autoridades de saúde pública.

De acordo com o site Engadget, esses primeiros produtos correspondem a versões betas da aplicação. A finalidade é garantir que os programadores possam testar e conhecer mais sobre a ferramenta antes do lançamento oficial da API, previsto para a metade de maio.

O sistema visa oferecer recursos para que as organizações de saúde, envolvidas no combate à pandemia do novo coronavírus, desenvolvam seus próprios aplicativos. A ferramenta vai permitir que as instituições notifiquem usuários sobre o contato com uma pessoa infectada com o coronavírus de acordo com os níveis de exposição definidos por cada autoridade.

“Diante da realidade de que nem todas as exposições são iguais na natureza, o nível de risco de transmissão permitirá que os PHA [autoridades de saúde pública] avaliem uma exposição potencial [de um usuário], com base nas características dos dados coletados sobre indivíduos que testaram positivo e informações conhecidas, como distância e duração aproximadas. Com base nesse nível, os desenvolvedores também poderão alterar as mensagens de notificação para torná-las mais úteis e informativas.”, escreveu um representante do Google.

Quanto a privacidade dos usuários, a Apple e o Google revelaram que o sistema será “opt-in”, ou seja, o usuário só será incluído na plataforma mediante ao seu consentimento ativo.

Além disso, todos os dados associados à conexão Bluetooth, como a intensidade do sinal, serão criptografados para evitar que sejam utilizados junto a outras informações para identificar um usuário ou dispositivo. Com o mesmo intuito, as empresas ainda determinaram que a taxa de exposição será arredondada em intervalos de 5 minutos, com um tempo máximo de 30 minutos.

De acordo com o Engadget, a Apple e o Google planejam divulgar mais informações sobre o sistema de monitoramento na próxima sexta-feira (1). As empresas devem publicar, inclusive, alguns códigos para ajudar os desenvolvedores a entender exatamente como a ferramenta de notificação vai funcionar.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here