O Google anunciou, nesta quarta-feira (11) durante o Google I/O 2022, que dispositivos Android e o Chrome terão acesso a cartões de crédito virtuais.


 

A funcionalidade, que neste primeiro momento será disponibilizada somente nos Estados Unidos, tem como objetivo evitar que os dados dos cartões físicos dos clientes sejam expostos.

No caso do navegador, o recurso será compatível tanto pelo celular quanto no desktop. De acordo com a companhia, a modalidade, que já é oferecida por vários bancos, será voltada para pessoas que fazem compras online e querem uma camada adicional de segurança.

Na hora da transação, o cliente terá acesso a um número distinto de cartão e precisará apenas inserir detalhes de pagamento para finalizar a compra. A ferramenta funcionará no esquema 1-1 (um cartão será gerado por vez) e dispensará, por exemplo, a necessidade de inserir manualmente o código de segurança (CVV).

Os cartões virtuais serão gerenciados pelo domínio pay.google.com, plataforma onde será possível ativar e verificar o número do cartão e consultar todas as transações realizadas. E mesmo a plataforma sendo do Google, as pessoas poderão utilizar os cartões em dispositivos de terceiros e outros sistemas operacionais.

As bandeiras Visa, American Express e Capital One serão as primeiras a receberem a funcionalidade nos Estados Unidos, no período de verão (inverno no hemisfério sul). A bandeira Mastercard deve chegar ainda em 2022.