Chrome diz adeus ao FTP e não é o único a abandoná-lo

0

O File Transfer Protocol era uma forma muito comum de se hospedar ficheiros online, agora o Chrome abandonará todo suporte para ligações FTP.


Há algum tempo, o File Transfer Protocol (FTP, abreviado) era uma forma muito comum de se hospedar ficheiros online. Também era muitas vezes usado para gerir ficheiros em servidores. No entanto, nunca foi desenvolvido para ser um protocolo ultra-seguro e sofre de inúmeras vulnerabilidades. Agora que está mais em desuso, o Google Chrome vai abandonar todo o suporte para ligações FTP.

No entanto, embora seja uma novidade recente, este caminho não começou agora pois o Chrome 59 já tinha começado a impedir que as páginas incorporassem conteúdo destes servidores. Para além disso, o Chrome 72 começou a forçar que todos os links referentes a este protocolo fossem diretos para permitir o download ao invés de serem visualizados no browser. De acordo com a equipa de desenvolvimento do Chrome, o uso de FTP agora é tão baixo que é seguro remover todo o suporte:

A atual implementação no Google Chrome não tem suporte para ligações encriptadas (SFTP) nem proxies. Assim, o uso do FTP no browser é suficientemente baixo para que não seja mais viável investir na melhoria do cliente FTP existente. Gostaríamos de remover esta funcionalidade em vez de mantermos uma implementação de FTP insegura.

Entretanto, a Mozilla também tem “planos” para remover o suporte no Firefox. No entanto não foi feito nenhum anúncio formal. Já a Apple não revelou nada recentemente acerca deste protocolo no Safari.

Apesar de tudo se ainda necessitar de aceder aos ficheiros num destes servidores há diversas aplicações para o efeito. O cyberduck é um bom exemplo.

Entretanto e já que falamos do Chrome saiba que já foi lançada a atualização Chrome 77 Beta. É uma atualização muito menor se a compararmos com a antecessora. No entanto há alguns pormenores que merecem destaque.

Chrome 77 Beta: Melhorias no modo escuro

O Chrome atualmente tem dois comportamentos para o modo escuro. Por um lado, o Chrome 76 adicionou suporte à consulta CSS “prefere o esquema de cores”. Permite que os sites criem um tema escuro e o habilitem automaticamente quando o dispositivo estiver no modo escuro. Por outro, o Chrome também está a trabalhar numa funcionalidade de modo escuro forçado. Foi ligeiramente melhorado nesta atualização e de que já falámos na Leak.

Este modo apareceu pela primeira vez há poucos lançamentos como um simples filtro invertido de cores. No entanto, tornou-se um pouco melhor desde então. Como referido pelo XDA Developers, o Chrome parece agora menos propenso a inverter as imagens, mesmo que elas tenham fundos na sua maioria brancos.

A Google ainda está a ajustar essa funcionalidade. Há até mesmo algumas regressões em comparação com o Chrome 76. Por exemplo, o XDA revela que o texto cinza escuro nos seus artigos já não é convertido em branco, como na última atualização.

Se quiser experimentar, basta ativar a flag #enable-android-web-contents-dark-mode em chrome://flags.

 

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here