Governo libera auxílio emergencial de R$ 600

0

O governo contou com os servidores públicos para encontrar um caminho simples para pagar o auxílio emergencial.



 

A solução pensou nos detalhes para que os informais e vulneráveis consigam receber. O pagamento começará na quinta-feira.

Quem está sem crédito no celular vai conseguir acessar o aplicativo lançado para o cadastramento. Ele está disponível nas lojas da Apple e do Google. Outra opção é acessar o site auxilio.caixa.gov.br criado para isso. Há ainda um número de telefone para ajudar os beneficiários, o 111.

Como foi alertado aqui, o pagamento deve começar pelos informais que já estão no Cadastro Único. Os participantes do Bolsa Família que receberão o auxílio emergencial, porque será mais vantajoso, vão seguir o mesmo calendário do programa. Depois ainda haverá os informais que estão fora dos cadastros do governo.

O aplicativo traz perguntas simples, se a pessoa tem mais de 18 anos, se tem emprego formal ou recebe algum benefício de assistência social ou seguro-desemprego (nesse caso, quem o recebe o benefício não pode ganhar o auxílio). O app explica que a renda familiar tem que ser até R$ 522 por pessoa, ou até R$ 3.135 no total da família. O questionário também pergunta quais atividades a pessoa exerce.

Governo lança aplicativo e site para informal receber o auxílio

A solução mostra a força da máquina pública, mesmo com todas as críticas que sempre se faz aos servidores. Uma força-tarefa foi mobilizada para produzir essa arquitetura digital. É realmente um grande desafio. A resposta demorou, mas chegou.

Não é trivial fazer o pagamento para cerca de 54 milhões de pessoas, mas a ação é fundamental porque vai socorrer as famílias que precisam mais. Isso dará um apoio à economia. A atividade está no começo de uma recessão, e esse dinheiro entrará no comércio local, nas comunidades. É uma força para os brasileiros que tanto precisam.

O desafio é que tudo o que foi anunciado teoricamente de fato funcione. O país vai precisar muito da Dataprev e da Caixa Econômica no desafio para que a programação se confirme. Os dois primeiros pagamentos acontecerão até o fim do mês de abril, nos próximos 20 dias. O desafio é de grandes proporções.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here