Apple poderá desafiar Google com mecanismo de busca próprio

0
Logotipo da Apple. 15/7/2020. REUTERS/Gonzalo Fuentes

Alguns rumores em torno da Apple são como pêndulos. Eles se afastam e, uma hora ou outra, vêm à tona novamente — e, pelo título, dá pra ter ideia de que rumor é esse…


 

A possibilidade de a Apple lançar um mecanismo de busca próprio ja é ventilada há — pasmem — seis anos! Em 2014, comentamos que um ex-executivo da Intel afirmou que a Apple estava em vias de lançar o Found, um suposto projeto de um sistema de buscas desenvolvido enquanto Steve Jobs, cofundador da Apple, estava vivo — tudo, porém, não passou de “fogo de palha”, já que até hoje não vimos nada ser lançado nesse sentido.

Agora, porém, os rumores voltaram à superfície após uma publicação do desenvolvedor e CEO1 do Coywolf, Jon Henshaw. De acordo com ele, a Apple ainda poderá lançar um mecanismo de busca próprio para (tentar) desbancar o Google por diversas razões, algumas delas puramente tecnológicas.

A principal sustentação do argumento de Henshaw é de que não está claro se o recurso “Sugestões da Siri” ainda está usando o Google. De acordo com ele, a própria Apple está exibindo resultados de pesquisa com o Spotlight e “passando por cima” dos mecanismos de pesquisa.

Henshaw explica, ainda, que uma atualização do rastreador web (web crawler) da Apple, o “Applebot”, também foi feita em junho passado. Entre as mudanças, ele observou que a análise de tráfego da web nos sistemas da Apple estava vindo, de fato, do “Applebot” — o qual também passou a separar as pesquisas feitas em desktop e mobile.

Financeiramente, diz ele, a Apple já tem investido bastante em busca e neste momento não depende dos pagamentos anuais bilionários que o Google lhe faz para se manter como o buscador padrão no Safari — algo que também já está na mira de órgãos reguladores.

O desenvolvedor, porém, nota que tudo isso não passa de uma especulação baseada em “observação e nas conjunturas”.

Nesse ponto, tudo é baseado em observação e conjectura. Eles [a Apple] podem nunca lançar um mecanismo de busca. Também é possível que usuários de iOS, iPadOS e macOS o usem e nem mesmo saibam disso. Ele poderia ser tão integrado ao sistema operacional e aplicativos nativos que alertas e pesquisas Spotlight lentamente roubem as consultas que de outra forma seriam feitas no Google.

Como observado por Henshaw, um mecanismo de busca da Apple pode nunca vir à tona pois a empresa não teria a pretenção de lançar algo assim, de fato — e sim apenas aprimorar seus recursos existentes.

Nesse sentido, pode ser que a companhia esteja adotando novas ferramentas para melhorar a privacidade ou mesmo contemplando medidas legais de proteção aos seus usuários — tal como fez quando lançou seu próprio sistema de Mapas com o iOS 6, em 2012.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here