Google se rende à Apple e aplica novas regras de privacidade a apps

0

Seguindo as novas diretrizes de privacidade definidas pela Apple para aparelhos e sistemas operacionais da marca


 

A Google, em breve, atualizará aplicativos dedicados às plataformas da empresa da Maçã com um recurso que exibirá quantos dados pessoais de usuários suas soluções podem coletar. Para conferir tais informações, bastará acessar a seção especial na descrição do app desejado.

As exigências foram duramente criticadas pelo Facebook, que alegou possíveis prejuízos às pequenas empresas dependentes de anúncios personalizados, gerados com base nessas coletas – e uma comparação divulgada no início desta semana revelou que o Messenger, da rede social, em comparação com outros concorrentes, como Signal, iMessage e WhatsApp, está no pódio de acessos do tipo.

Entretanto, a companhia de Mark Zuckerberg foi a única a se manifestar publicamente contra as medidas – ainda que a gigante das buscas tenha atualizado produtos para iOS um dia antes da implementação das novas regras, em 7 de dezembro de 2020. A partir do dia 8 do mesmo mês, desenvolvedores seriam obrigados a se adequarem às novidades, o que, segundo o Fast Company, sugere que o movimento teria segundas intenções (adiamento proposital de conformidade).

De todo modo, considerando a alta demanda comum ao período, aliada à pandemia do novo coronavírus, tudo pode não ter passado de uma coincidência, aponta o BGR, e o TechCrunch indica que Google Slides e Socratic, ambos da Google, ganharam versões complementadas uma semana após o início da vigência das diretrizes.

Quem “fofoca” mais?

Ainda segundo o TechCrunch, a Google, geralmente, “congela” seus códigos do final de dezembro até o início de janeiro para evitar problemas com produtos durante as férias de diversas equipes, e a App Store foi fechada de 23 a 27/12, seguindo seu intervalo anual.

É preciso salientar que, em ocasiões especiais, o número de acessos às lojas aumenta consideravelmente, já que pessoas recebem novos aparelhos e outras adquirem vales-presentes para compras digitais. Sendo assim, funcionalidades interrompidas gerariam uma bela dor de cabeça às empresas.

Por fim, os novos rótulos para os cerca de 100 aplicativos da gigante das buscas devem chegar ainda nesta semana ou na próxima, de acordo com um representante da companhia. Depois disso, descobriremos se ela é tão “enxerida” quanto suas oponentes – o que não seria exatamente uma surpresa, considerando a quantidade de processos que enfrentou (e enfrenta) ao redor do mundo.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here