Samsung patenteia celular mirabolante com duas dobras na tela

0

A Samsung registrou no começo deste mês, na Coreia do Sul, uma nova patente para celular com tela dobrável.


 

O aparelho não apenas possui duas dobras no componente, como também permite girar uma das articulações em duas direções diferentes.

Segundo o site holandês LetsGoDigital, responsável pela divulgação da patente e das imagens que você vê nesta notícia, o registro foi feito pela Samsung Display — divisão do grupo sul-coreano responsável pela produção de telas LCD e OLED — e não pela subsidiária que fabrica e vende celulares.

A patente foi solicitada em 2018 junto ao serviço sul-coreano de propriedade intelectual (KIPRIS, na sigla em inglês) e possui algumas peculiaridades.

A primeira característica é o uso de articulações largas, destacadas com os anéis cilíndricos nas laterais do aparelho. Em uma das partes é possível notar o uso de duas peças do tipo, indicando o ponto em que a tela dobra tanto para dentro quanto para fora. A última configuração permite usar o dispositivo como um mininotebook, com a parte inferior se transformando em um teclado capacitivo.

Caso o aparelho seja lançado algum dia, resta saber se a fabricante do celular manterá a articulação larga — possivelmente pensada para evitar a dobra de quase 360 graus à qual a tela do Galaxy Fold é exposta. A característica parece influenciar outro detalhe inusitado do aparelho nas ilustrações, uma folga na parte inferior quanto o modelo é recolhido.

A patente mostra que, ao ser fechado (ver na galeria ao final da notícia), uma das pontas do celular fica com a tela longe das bordas, o que não acontece com o celular aberto. O funcionamento acomoda o espaço extra tomado pela tela na dobradiça larga ao ser fechada.

Além disso, o aparelho mostrado no documento possui um suporte semelhante ao usado em alguns modelos da linha Microsoft Surface e Nintendo Switch, que permite apoiar o celular no modo notebook.

Apesar do potencial interessante para as ideias descritas na patente, o fato dela ter sido registrada pela Samsung Display e não pela Samsung Electronics diminui a possibilidade do aparelho chegar logo ao mercado, já que a primeira não produz celulares.

Mesmo assim, não custa sonhar em um híbrido entre as linhas Galaxy Fold e Note seguindo o conceito das ilustrações. Um aparelho do tipo voltado para produtividade poderia ter mercado em tempos de home office.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here