A dúvida que fica é se será realmente utilizado em uma era em que os carros já são equipados com Apple Carplay e Android Auto.


 

O Spotify, uma das plataformas de áudio líderes no mundo, acaba de lançar um novo dispositivo para condutores de veículos que passam uma boa parte de seu tempo dirigindo e gostam de escutar suas músicas favoritas. O item é convenientemente chamado de Car Thing, e é praticamente um aparelho do Spotify separado do celular que pode ser montado e deixado dentro do carro. É basicamente (mais) uma tecnologia automotiva dedicada à reprodução de música.

É importante avisar que, se você é um leitor que reside nos Estados Unidos da América, a empresa está dando o dispositivo de graça e sem frete, em uma fase de testes.

Tudo que o Car Thing precisa é de um smartphone com conexão com a internet. Para usá-lo, você precisa conectá-lo à uma fonte de energia e, em seguida, conectar seu telefone ao Car Thing via Bluetooth ou uma conexão auxiliar.

Um dos poucos benefícios do Car Thing é que você pode deixá-lo dentro do carro durante e depois do trajeto. Também é dedicado à conta Spotify Premium do usuário, para que conheça os estilos musicais e tenha um uso mais intuitivo. Ele também possui quatro botões que podem ser definidas as funções, bem como uma função de comando de voz.

Mas, realmente precisamos de (mais) um dispositivo para tocar música atualmente?

Pode-se argumentar que o Car Thing seria útil para aqueles que possuem carros antigos que ainda não são equipados com Apple Carplay ou Android Auto, ou até mesmo aqueles que não têm conectividade Bluetooth. Ter um Car Thing pode diminuir potencialmente as chances de você ter que mexer em seu celular apenas para encontrar a lista de música certa, diminuindo as chances de causar acidentes relacionados à distração ao dirigir.

Por enquanto, o debate sobre a importância do Car Thing é um ponto discutível, já que o Spotify está dando para usuários do Spotify Premium nos Estados Unidos. Ele também tem um lançamento limitado e apenas para convidados, o que significa que provavelmente ainda está em sua fase beta. Se for lançado para o mainstream, o dispositivo custará US$ 79,99 (cerca de R$ 454).

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here