Hackers russos acessaram emails de escritório de Merkel, diz Der Spiegel

0

O porta-voz do governo alemão não quis comentar de imediato. Tampouco houve comentários de Moscou, que negou alegações anteriores de ataques virtuais no exterior.


 

O serviço de inteligência militar russo GRU parece ter obtido muitos emails do escritório da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, durante uma invasão cibernética de 2015 ao Parlamento alemão, noticiou a revista Der Spiegel nesta sexta-feira, sem citar suas fontes.

A Der Spiegel disse que a polícia federal criminal e a agência cibernética federal conseguiram reconstruir parcialmente o ataque e descobriram que duas caixas de entrada de email do escritório de Merkel foram visadas.

Elas continham correspondências de 2012 a 2015, e a Der Spiegel disse que os hackers parecem ter conseguido copiar as duas caixas de entrada para outro computador.

O Bundestag, a câmara baixa do Parlamento alemão, descobriu que seus sistemas haviam sido invadidos em maio de 2015 e concluiu que as intrusões vinham ocorrendo ao menos desde o início daquele ano. Foi impossível determinar quais informações foram roubadas.

A embaixada da Rússia em Berlim não estava disponível de imediato para comentar.

Procuradores federais alemães emitiram um mandado de prisão para um indivíduo ligado à invasão, noticiou o jornal Sueddeutsche Zeitung nesta semana, mas não comentaram a reportagem.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here