Alunos estão reprovando em exame pois site não aceita formato das fotos do iPhone

0

Estudantes dos Estados Unidos estão reprovando nos exames de Colocação Avançada (Advanced Placement, ou AP) não por falta de estudos ou conhecimento, mas porque o portal do College Board, onde as provas são enviadas, não aceita o formato de foto padrão do iPhone.


Por causa da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), os alunos estão fazendo seus testes online (e não presencialmente). Como os exames de AP exigem resposta longas, os participantes têm a opção de digitá-las ou tirar foto (caso tenham feito à mão) das folhas — que por sua vez devem ser enviadas como JPEGs ou PNGs.

O problema, porém, é que os iPhones hoje em dia capturam fotos, por padrão, no formato HEIF — o qual reduz o tamanho das imagens, entretanto é menos compatível com plataformas e serviços digitais. Com isso, ao tentarem enviar suas respostas para o portal da College Board, a página congela, o tempo de envio acaba e os participantes são informados de que precisam solicitar um novo exame.

O College Board está ciente do problema e divulgou no Twitter — bem como na sua própria página de perguntas frequentes sobre o exame AP — um alerta para os estudantes.

Se você deseja enviar uma foto de uma resposta manuscrita do exame AP de um iPhone ou iPad, altere as configurações da câmera para que suas fotos sejam salvas como JPEGs, não HEIFs. Vá em Ajustes » Câmera » Formatos » Selecione “Mais Compatível”.

De fato, como devidamente colocado pela instituição, é possível alterar o formato de imagens/vídeos capturados pelo iPhone (ou iPad) para uma opção mais compatível, a qual sempre usará os formatos JPEG/H.264 — contudo, a Apple alerta que vídeos em 4K a 60fps ou a 1080p a 240fps exigem o ajuste “Alta Eficiência”.

Ainda segundo o College Board, “milhares” de estudantes terão de reenviar os seus exames, sendo que aqueles que não o fizerem (corretamente), falharão no teste — o que estenderá os estudos (e os estresse) por ainda mais semanas até que possam refazê-lo. Para impedir que isso ocorra, quase 30 mil participantes assinaram uma petição para que o CB permita o reenvio das provas.

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário!
Please enter your name here